sexta-feira, 17 de agosto de 2007

nas levadas da Ilha da Madeira..



Este certamente foi o preparativo mais encantador que fiz para o Caminho.. primeiro porque fui encontrar uma pessoa muito especial acima das nuvens ;), depois pela beleza natural da ilha, das suas trilhas e seus picos de formação vulcânicas.









As levadas são trilhas feitas pelos antigos aborígenes do Arquipélago da Madeira com o intuito de trazer as águas das fontes minerais que se encontravam no cimo das montanhas até as povoações dos vales e encostas da ilha.










Nadine e eu fizemos várias levadas e trilhas pelo interior da ilha, pertencentes a 3 rotas (ou caminhos) dos vários que tíhamos a eleger. Assim, escolhemos fazer o Caminho das 25 Fontes, o Caminho do Caldeirão Verde e o Caminho do Pico Ruivo (que depois a Nady batizou de Caminho do Inferno.. vocês saberão por que..)








O objetivo final do Caminho das 25 Fontes era chegar a uma abertura na mata que concentrava uma sequencia de pequenas quedas d'água oriundas das nascentes daquela montanha..



Foi uma pequena frustração atingir o objetivo mas uma agradável surpresa passar pelo Risco, uma enorme queda d'água que fica próxima do início do caminho.



Caminhamos pelas crostas vulcânicas que formam o caminho entre os Picos do Arieiro e o Pico Ruivo. Uma beleza estonteante e até mesmo vertiginosa para quem sofre deste mal. Acordamos tarde e começamos o trilho somente por volta das 13h. Isso fez com que no meio do caminho desistíssemos de chegar à meta - que era o Pico Ruivo. Mas também houve outro fator que influenciou nossa decisão ponderada de voltar sem atingir o maior pico da Madeira. Estávamos super exaustos. Nos guias da Madeira, este caminho é indicado para "peritos" e descobrimos arduamente que ainda não os somos. Haviam degraus super inclinados e passagens vertiginosas que nos faziam subir, descer, tomar atenção com o equilíbrio, etc. Em suma, um conjunto de fatores que fez a Nady batizá-lo de Pico do Inferno - por aí vocês imaginem.











No caminho do Caldeirão Verde tivemos a oportunidade de experimentar passagens túneis e uma parte do caminho na chuva. Com isso, pude testar a eficiencia das lanternas e capas de proteção impermeáveis.

Tirando o fato de parecer o Corcunda de Notredame, serviram como uma luva (impermeável!) aos protótipos de peregrinos que éramos.

A beleza das trilhas e o ar noir da volta também fez o caminho parecer outro, com nuvens por todo o lado, o tempo fechado e muito mais frio.






O mais incrível foi concluir este terceiro dia de levadas e Caminhos com uma estória insólita que só poderia mesmo ocorrer na Madeira. Devido ao seu microclima, no final do dia, pelas 17h, decidimos ir até ao outro lado da ilha para "aventurar" um fim de tarde na praia. Dito e feito. Saimos de quase 18ºC nos 1800m de altitude com chuva e tempo fechado para curtir uns 27ºC na Praia de Calheta. Que diga-se de passagem, com areia fina importada de Marrocos ;)

Um espetáculo!

R

5 comentários:

PATRICIO disse...

Patricio - Pai: Entrego nosso primogênito ao Bom Deus q o ilumine e te dê sempre forças, coragem, fé, esperança, e muito amor pra enfrentar os grandes obstáculos da vida. Aceitar com paciência as provações divinas. Ser otimista e dedicado às causas solidárias e fraternas em benifício do próximo, como sempre o fez. Viver na certeza de que todos nós te amamos de verdade, com todo amor e coração feliz por tudo que você tem feito e realizado nesta vida, com ótimos exemplos e mil aventuras. Cuida-te com amor e dedicação a tds q te cercam. Beijão e a Benção do teu Paizão e tb da Mami e pq ñ dizer de td a Patriçada.

Leca E Nando disse...

Pat, q lindo!! Imagino como deve estar se sentindo aí, super feliz e aproveitando bem essa natureza linda!!! Estou com muita saudade!! Te amo de montão. Bjos Leca, o cunhado manda um abração.

Berna disse...

Patricinho, Deus ilumine todos os seus passos!!! Filme td, para mostrar pra nós seus momentos de tão belíssima aventura!!!
Estamos todos torcendo por você.
Bjão

Germano Magalhães disse...

Foram 2 anos dando força para este alunos do Algarve.
Agora é a nossa vez de dar alguma força! Por isso: toda força para essa cruzada!
Vai dando notícias!

NARS disse...

Espero que esta tua inesquecível aventura te proporcione muita felicidade e que encontres o que procuras..nunca estarás sozinho pois tu moras no coração de muita gente que está a torcer por ti!Muita sorte, força e determinação.Que o Universo te acompanhe tal como o meu pensamento que está sempre do teu lado.
Beijo enorme.Cuida-te e dá notícias!